10 de março de 2008

Ser Pintor



Sou um pintor
De todas as coisas
Artista que vê
A porta e a cadeira
Que vê nas coisas macias uma falha
E vê nas coisas redondas um buraco
As cores para ele existem
Porém a forma íntima
Ele não conhece
Mas o mundo é colorido e forte
Com luz e sombra
E formas que se entrelaçam
E o céu para ele não é azul
Quando corre sobre os prados e as árvores
E o rio não é apenas entre as margens
Quando as cores se espalham sobre a terra

E para ele uma árvore não é uma árvore
Mas uma canção de beleza no céu

E as cores não são para ele apenas cores
Cada uma é um sonho numa fantasia
Que torna irreal este vosso mundo
Para ele
Para este homem pintor
......

Poema: Ivan Albrigh, pintor americano.
pintura: George Stenberg, pintor russo

2 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Dois achados!

Bjs e bom fim de semana!

Mariane Monteiro disse...

palavras belas e verdadeiras!!!!!!!!!!!!!!!!!!